quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Quem é o Doutor Muquirano? histórias de sofrimento e superação

Eai Galera, tudo beleza?

Muitos já me conhecem por acompanhar o blog, mas percebi que as principais informações sobre mim estão diluídas em várias outras postagens. Então decidi fazer essa específica para falar um pouco sobre mim e minha história. vamos lá então.



Infância

Cresci em um bairro da periferia, bairro que nasceu a partir de grilagem. Minha primeira casa era um barraco de madeira com um quarto e uma cozinha. O banheiro era igual ao banheiro que aparece nas primeiras cenas do filme "Quem quer ser um milionário", na verdade um “cagódromo”

Cena do filme "Quem quer ser um milionário", onde ele pula na merda


Tive uma infância humilde e até os 15 anos era raquítico, não morria de fome porque minha casa era rodeada de pés de manga e caju.

Na minha rua só tinha eu e mais outro garoto branco, todas as outras crianças eram negras, Mas eu era um dos mais pobres. E estudava nas mesmas escolas que eles, a proporção de brancos e negros nessas escolas que eu estudei eram de 20% brancos e 45% negros e 35% pardos.
Por isso sou totalmente contra o sistema de cotas raciais, cota social para quem estudou em escola pública talvez seja justa (o correto seria resolver o problema da educação básica gratuita), mas cota racial é algo horrível e totalmente injusto.

Quando penso que os meus AMIGOS negros de infância têm mais chances de passar em um vestibular ou concurso que eu por causa de cotas, me sinto extremamente injustiçado, uma vez que tive oportunidades iguais e NÃO OBTIVE NENHUMA VANTAGEM POR SER BRANCO na minha infância, já que morava em uma periferia afastada do centro, e por lá pobre é pobre independente de cor. Não existe nenhum “olheiro”(tipo do futebol) cuidando dos brancos pobres.
   

Pais chimpas
Meu pai hoje já é falecido, ele era analfabeto, já foi boia-fria, teve dezenas de filhos de relacionamentos anteriores, e minha mãe me deu a luz com 16 anos. Eles não me deram amor e carinho. Meu pai era truculento e minha mãe desleixada comigo.


Adolescência
Tornei-me um garoto introspectivo, sem amigos, baixinho, raquítico, cabelo crespo e vítima de bullyng em todas as minhas turmas


Tentativa de suicídio

Quando eu estava no segundo ano do ensino médio, cheguei ao fundo do poço. Meus pais viviam brigando, todo dia era uma gritaria, eu não conversava com ninguém, não tinha amigos. Um dia eu subi em uma árvore e amarrei uma corda no meu pescoço. Quando eu estava para pular, bateu-me uma gota de coração puro... coração puro maldade.

Eu estava puto com tudo e comecei a achar um desperdício de vida eu morrer ali na árvore, eu precisava levar mais gente comigo, todas aquelas pessoas que me fizeram sofrer. Então desci da árvore e comecei a bolar um plano para comprar armamento, pistolas, bombas caseiras, etc... já até tinha alguns contatos que poderiam me conseguir esses itens. Comecei vagarosamente a juntar dinheiro para o último e derradeiro espetáculo da minha vida. A ideia era tentar fazer um “Columbine” da vida, aquele massacre que ocorreu na escola dos Estados Unidos onde 15 jovens foram mortos.

Essa ideia fui sumindo aos poucos, pois eu odiava ficar em casa com meus pais chimpas, então tentava ficar o máximo fora de casa. E como não tinha mais amigos para ficar nas ruas, eu decidi fazer cursos e estágios, isso tirava as coisas ruins da minha cabeça e me ocupava o tempo.

NOTA: EU NÃO SOU RACISTA, MUITO PELO CONTRÁRIO, MEUS AMIGOS DE INFÂNCIA ERAM NEGROS E EU ME SENTIA IGUAL.

Volta por cima

Das turmas que estudei, seja ensino fundamental, médio ou superior, eu nunca fui o que tirava as notas mais altas, não era o mais bonito, nem o mais rico, nem o mais alto, nem o melhor nos esportes, nem o mais forte, muito menos o melhor com as mulheres, eu sempre estava entre os intermediários em todos os quesitos, exceto um, eu sempre era o mais obstinado e o mais esforçado (internamente, não fazia para chamar atenção).

Hoje eu posso falar de peito cheio que eu sou o mais bem sucedido de todas as turmas que eu estive, o que mais saiu da lama onde estava.  


Aprovação em vestibulares e cursos

No fim do ensino médio eu estava com medo do que faria da vida, meu pai queria que eu trabalhasse logo (eu fazia estágio de 4 horas na época), trabalhar 8 horas e ainda estudar seria um desafio para mim.

Eu passei em Ciência da Computação para a universidade federal (4 anos e integral) e também passei para um curso tecnológico (superior, meio período, 3 anos). Decidi tentar conciliar os dois ao mesmo tempo. Na verdade naquela época eu também fazia um curso técnico presencial na área de eletricidade (2 anos) e também arrumei um estágio de 4 horas.

Parece impossível fazer tudo isso ao mesmo tempo não? Acabei me formando no curso Tecnológico e decidi abandonar Ciência da Computação, que cursei por 2 anos, como já tinha curso superior, não achava mais viável continuar.


Aprovação em Concursos

Logo após formado, passei em seguida em 3 concursos de salários de 1.800, 2.500 e 5.500, entre outros que fiquei classificado.

Fiz o tecnólogo (superior de 3 anos) e em seguida já estava ganhando R$ 5.500, enquanto meus colegas de ensino médio estavam cursando seus cursos lixosos e ganhando bolsa de estudo no máximo.

Hoje já faz 10 anos que a minha turma do ensino médio terminou, e a situação para a maioria não mudou. Metade deles fizeram filhos, 70% estão ganhando no máximo 2.000. Isso porque eu fiz o ensino médio em uma instituição federal pública, que exigia vestibular para ingressar no ensino médio.

Agora os bonobos dos colegas do ensino fundamental (que eram de escolas da periferia) nenhum se safou da vida miserável. Alguns viraram frentistas, outros estão presos e outros pagando para trabalhar.


Compra do Honda Civic zero

O carro foi uma burrice financeira que eu fiz, porém me agregou muito valor social, autoestima e confiança. 

Hoje já o vendi e comprei uma moto esportiva no lugar.

Vou contar em um próximo post a invasão de 3 bandidos na minha residência, na qual quase levaram meu carro.

Melhor desempenho com mulheres

Todas essas coisas boas seguidas que aconteceram comigo, aumentaram minha autoestima de maneira incrível. Eu que era rejeitado por todas as mulheres, me tornei um imã que atrai mulheres, e nem é por questão de exibicionismo de patrimônio, é mais por atitude e postura. Eu me imponho em qualquer situação/ reunião / encontro, seja o que for.


Conclusão

Minha vida mudou da água para o vinho, graças ao capitalismo e meritocracia. Grande superação das dificuldades da vida, e isso me faz sentir melhor ainda.

Meus próximos passos é Passar para Direito , Passar para concurso da área Fiscal, e depois de formado em direito é passar para algum concurso de promotor/juiz/delegado.

Recomendo a leitura de um livro que mudou minha vida, é o livro: Metas, como conquistar tudo o que você deseja – do Autor Brian Tracy link: http://goo.gl/R08EFh



Se vocês quiseram saber de algum ponto específico que eu não detalhei, deixe a pergunta nos comentários. Pretendo fazer mais postagens explorando cada assunto citado nessa.

Outra coisa, comecei a fazer cursinho pré-vestibular para o Enem (vou fazer Direito sim!), aulas todo dia de noite. Então estou sem tempo, a partir de agora se eu postar, é provável que seja domingo de noite. E todo final de mês com a atualização de patrimônio.

Fiz essa postagem de maneira corrida, desculpa se houver erros de português.


Abraço galera!

30 comentários:

  1. boa tarde dr. acompanho a blogosfera de finanças há anos, também tenho meu patrimonio......... que atualmente esta em 600k... tenho um carro velho e penso em comprar uma mercedes de 140k......quando atingir 1,5kk......pergunto a você para que eu não me arrependa e cometa um erro grotesco.....portanto minha pergunta é: "é impossível manter um carro deste ser ser ultra milionário?" obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já deu uma lida nesta postagem? http://doutormuquirano.blogspot.com.br/2016/07/honda-civic-zero-km-uma-analise-de.html

      Excluir
    2. li no dia que você postou, e achei interessantíssimo e não imaginei que o gasto fosse esse, já que tenho um corolla velho, onde gasta-se somente com oleo, gasolina e ipva, por isso gostaria de saber se eu tiver 1,5kk...minha renda passiva será de 150k ano.... será que não poderei ter um mercedes??

      Excluir
    3. Anon, vai poder sim. eu pretendo ter uma BMW semi-nova custando no máximo 120 mil.

      Excluir
  2. DM...o que voce pensa sobre concursos publicos em relação a essa crise? Vejo que quase nao está tendo concursos federais, Governo quebrado, PL n° 257 ou 237 (nao sei) RENEGOCIAÇÃO DAS DÍVIDAS DOS ESTADOS para fritar mais ainda o funcionalismo público. Eu ja sou FP, advogado e ganho muito pouco .. 3k (nivel medio...passei na epoca da faculdade)... Uns 4 concursos que fiquei no CR que sempre colocam apadrinhados e questões políticas que nao se desenrola nunca (um deles se me chamarem poderia ganhar quase 10k inicial). Estou perdido...nao sei o que fazer ... Será que vale a pena continuar estudando para ver se novas chances aparecem em 2017/2018 ou buscar outras coisas? Advocacia pego casos por fora porem a saturação é imensa e depender de juízes para sentenciar é uma dávida... Queria saber sua opiniao...abraço

    Servidor Público /Advogado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não espero muitos concursos entre 2017 e 2018, porém temos que estudar para que quando tenha, sermos os mais preparados.

      Excluir
  3. Rapaz.

    Bela história de vida. Parabéns pelas vitórias alcançadas.

    Só não gosto da idéia de sair da área de TI para ir para humanas. Estou trabalhando na área do núcleo tecnológico e estou adorando. O que me faz pensar duas vezes antes de ir para a área de segurança pública, (carcereiro na verdade)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vidinho, infelizmente no Brasil exatas não tem valor ! A essência brasileira é demasiadamente social/interpessoal, a introspecção que as ciências exatas exigem não "casa" com o modo de ser brasileiro...
      A verdade é essa...

      Excluir
  4. Puta história de vida cara! Parabéns por não se fazer de coitado e vencer! Sucesso sempre!

    ResponderExcluir
  5. Bela história DM, eu to com 21, 1 graduação em análise de sistemas e uma pós em desenvolvimento web, trabalho como analista em universidade, estou no primeiro emprego, faz 1 ano e 1 mes, senti a estagnação mesmo sendo novo e já tendo essas 2 formações, e resolvi tomar a iniciativa também pra fazer uma nova graduação, escolhi economia e vou prestar o vestibular em dezembro na universidade publica da minha cidade, fora isso também pretendo começar uma segunda pós, dessa vez EAD em gestão de projetos pra complementar minha área de TI e por último e mais importante, saiu um concurso também pra analista só que nessa mesma universidade a qual vou prestar o vestibular que o plano de carreira por ser estadual é ótimo(funça publico) e prestarei também. Cheguei num ponto onde senti essa estagnação e convivendo com alunos diariamente me incomodou e fez com que eu me mexesse pra recomeçar uma segunda carreira e diversificar um pouco, sem falar que por sermos "JPBF" economia virou uma das minhas paixões e estou decidido a fazer, 5 anos noturno todas as noites também.

    ResponderExcluir
  6. Que história DM! Parabéns. Atualmente estou na batalha estudando em universidade estadual de noite e trabalhando o dia todo, mas vai melhorar. Uma pergunta como funcionaram seus estudos para os concursos? Por exemplo você sempre estudou antes do edital? Já sabia quais cargos ia prestar? Vc é concursado na sua área mesmo? Depois que você passou demorou muito para ser convocado? Se der responde aê :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Continue seguindo o blog.

      Assisto video-aulas, leio um pouco e quando possível faço cursinho presencial. Sempre leio notícias de previsões de concursos, leio editais anteriores e tento estudar o que foi cobrado.
      Sou concursado da área de TI, salário bruto de quase 7 mil. Demorou um ano para ser chamado.

      Excluir
  7. Caralho DM.
    Com uma história de vida dessa e neguinho chorando por pouco por aí.

    Tu já viu como está sendo pago o funcionalismo do RS?

    Tiago Carvalho - Elite Beta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui está menos mal, cortaram só a RGA do executivo, mas deram para os outros poderes.

      Excluir
  8. Cara que legal seus relatos....continue postando que o seu blog tem futuro. Tudo de bom aí parceiro!!!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns Doutor, quem diria que um safadinho de merda, que inclusive planejou a execução da família,,, daria a volta por cima assim , hehe,,, futuro milionário!tmj!!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não era da família. Eram de pessoas da instituição que eu estudava.

      Excluir
  10. Ola meu caro,

    Uma boa historia de superacao e crescimento.

    Penso ser um erro voltar a estudar para um curso superior.

    Nao sei quantos anos voce tem, mas por ja ter passado em concurso, eu no seu lugar manteria os aportes com salario atual e buscaria novos concursos que pagassem mais, pois seu salario e estabilidade sao bons.

    Li o relato do Civic, foi realmente um erro muito grande, mas eu ja tive erro parecido, 10K que perdi num ano com a desvalorizacao, fora o que gastei com mais consumo, seguro mais caro, e o pior: Tive um acidente com este carro, coisa leve, mas a franquia era salgada tambem.

    Tive tentativa de sequestro ... ou seja, o carro atraiu muito status, mulheres (mas eu namorava entao nao aproveitei nada disto), mas atraiu bandidos e riscos a minha vida.

    Hoje em dia sonho em ter um pickup hilux ou frontier.

    Tenho condicoes? Sim.

    Teria que mudar de apartamento pra ter uma vaga que coubesse.

    Mas, atrairia bandidos.

    Sera que vale a pena arriscar a vida por status?

    Vou manter meu carrinho usado mesmo ...

    Um abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho 27. Acima do meu salário só concurso na área fiscal (para qualquer curso superior), e exige muito conhecimento de direito. Então porque não matar dois coelhos com uma cajadada só? me formo em direito e ainda posso passar nos melhores concursos.

      Excluir
    2. Primeiramente, parabéns pela história. Muito legal!

      Sobre os concursos de TI, acredito que estejas enganado. Têm trocentos concursos de TI com remuneração acima de 10.000. Só para nomear alguns: Senado, Câmara dos Deputados, TCU, CGU, STN, BACEN, MDIC, etc.

      O da Câmara dos Deputados, por exemplo, está autorizado desde final de 2014, se não me engano, mas por causa dos rolos do Eduardo Cunha e do impeachemant da Dilma, ainda não saiu o edital. Mas deve sair.

      Atualmente existem 16 cargos vagos de "Analista Legislativo: Informática Legislativa" Salário inicial R$ acima de 20.000.

      O do Senado (acho q o inicial é 22.000) já venceu a validade do último concurso, e deve estar na eminência de publicação de ato da Mesa para escolha da banca, haja vista a grande quantidade de cargos vagos (atualmente 43, para TI).

      Lembrando que a "greve" dos concursos, é ato que vale para o Executivo Federal (e mesmo assim tem algumas exceções). Ou seja, não se aplica ao Legislativo.

      Kara, eu sou concursado de TI, atualmente estou ganhando mais de 19.000, e estou estudando para a CD. Sei o que te digo, é mais fácil você passar em um de TI TOP, do que começar do zero na área fiscal a qual, embora realmente tenha mais concursos e mais vagas, também possuem uma concorrência muito mais forte.

      Só vale a pena se você estiver de saco cheio de TI, e realmente quiser mudar de área. Se for para ser aprovado em concurso, não vale!

      Pensa nisso que estou falando. Começa a afiar "Língua Portuguesa" (que normalmente é peso 2), e dê uma olhada no Regimento Interno das Casas Legislativas (que são chatas e gigantescas ... coisa pra burro) .... mas ainda é mais tranquilo que estudar as matérias do Fisco.

      Boa sorte!

      Excluir
  11. boa noite DM,

    passando para agradecer a recomendação do livro. Muito bom!
    achei na net e estou na Metade!

    forte abraço!

    anon do centro oeste.

    ResponderExcluir
  12. Muitos posts na Blogosfera com histórias bem legais dos blogueiros. Até tenho vontade de escrever, mas temo ser descoberto.

    Sua história de vida é impressionante. Dentre todos os desafios da vida, acho que ter pais horríveis e prosperar é a maior prova de superação que existe. Você só precisa administrar seu sucesso agora e isso é algo muito mais difícil do que parece. Devo ser uns 10 anos mais velho que você, então a dica que te dou é a seguinte: cuidado EXTREMO com mulheres.

    Você concluiu seu texto creditando seu sucesso ao capitalismo e à meritocracia, mas isso não verdade. O mérito é seu e o capitalismo está se lixando pra você. Na verdade, Doutor, você é daqueles raros seres humanos que são bem-sucedidos em qualquer tipo de ambiente e contexto histórico, independente das condições externas. Tivesse nascido em Cuba, você seria um campeão olímpico num esporte qualquer. Num país africano, seria um voluntário de causas humanitárias. Militar na Alemanha nazista, seria desertor e salvador de vidas.

    Doutor Muquirano, você não foi salvo pelo capitalismo ou por qualquer sistema. Você foi salvo por sua força de vontade. Você é um sobrevivente nato.

    Abraços d'El Rei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário inspirador. Tenho muitas histórias para contar, por enquanto só dois amigos sabem que tenho esse blog.

      Excluir
  13. Parabéns pela história de vida inspiradora. De uma atitude extrema (suicídio) você passou a ter atitudes pró-ativas: estudar, passar em concurso, trabalhar...
    Você é um vencedor. Continue assim. Erramos de vez em quando mas faz parte da vida.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  14. Acompanhando o blog
    Desejo sucesso em 2017

    ResponderExcluir

Caixa de Pesquisa

Custom Search