quarta-feira, 8 de junho de 2016

Resposta ao Pobreta - Sobre o curso de Direito

Caros, Tudo jóia?

 No último ranking do patrimônio financeiro da blogosfera de finanças, o pobreta criticou minha decisão de prestar vestibular para Direito, informação que passei em: link e link

Então esta postagem é uma resposta em minha defesa.



Tenho ciência que o mercado para direito está saturado, cheio de uniesquinas e cheio de fracassados formados no curso (muitos sem OAB).

Realmente não recomendo o curso de direito para quem está começando a carreira ou acabou de sair do ensino médio, no início de carreira, só recomendo nesse caso para quem possua pessoas influentes na família como juízes, delegados, etc... ou uma segunda situação que seria ter pais para te bancar pelos três a cinco anos seguintes à formatura do curso.

Porém, eu não estou iniciando minha carreira, já sou formado e concursado na área de TI, com um salário muito acima da média da minha cidade.
Também citei que pretendo fazer direito na universidade federal daqui, vai ser difícil passar, mas não quero gastar nada. Portanto, nesse cenário o curso de Direito se torna interessante.

 Como eu não me vejo ganhando mais do que eu ganho no meu atual emprego tão cedo, não posso sair dele, e não tenho coragem para empreender no Brasil.
Logo, o que eu posso fazer é buscar meios de propiciar abertura de novas oportunidades.


Medicina é o curso dos sonhos de muitos? talvez sim... mas nem todos vão passar em medicina ou nem todos tem condição de pagar uma particular para medicina, e mesmo se tivesse, NEM TODOS NASCERAM PARA MEDICINA (vocação)!!

 E eu percebi que eu não tenho vocação para Medicina, gosto de ver sangue, mas não para salvar alguém talvez para o contrário kkkkk

                                                                                         Eu com um bisturi
                                                      
Não vale a pena desanimar as pessoas dizendo que tal curso está saturado e que todos estão fadados ao fracasso, pois não é verdade. Pessoas capazes e esforçadas vão se sobressair em qualquer adversidade. 

Direito Tributário e Direito Agrário dá dinheiro pra caramba aqui em MT, e falta especialistas nessas áreas aqui. 

Mas esse é só um argumento, eu  não quero advogar. Quero mesmo é concurso para Juiz, Promotor, Delegado, Procurador, etc(só acima de R$ 20.000)...  

Meu cálculo é que eu leve até 8 anos para conseguir esse objetivo (5 anos de curso + 3 anos de experiência exigida e estudo focado em concursos). Na experiencia exigida vou fazer só as 5 petições por ano mesmo(5x3), sem sair do meu emprego atual. Geralmente essa experiência de 3 anos é exigida para esses cargos fodões. 

Eu acredito no meu potencial, me identifico com a área de direito e eu já tenho um emprego que me dê suporte emocional e financeiro para passar essa fase difícil. 

Critérios pessoais

Curso de Direito
Prós
Contra
Gosto de argumentar
Mercado privado saturado
Gosto de justiça
Mercado público extremamente concorrido
Gosto de estudar história humana e filosofia

O curso é de apenas um turno

Possui um amplo leque para concursos




Curso de Medicina
Prós
Contra
Salário alto desde o início
Não saberia lidar com morte e dor de paciente/familiares
Status social incrível
Dou risada quando vejo sangue

Curso integral e de 6 anos e geralmente demanda pós ou residência

Reforço que não recomendo Direito como primeira graduação, a menos que atenda o que foi dito no terceiro parágrafo. Agora, Direito como segunda graduação recomendo a todos.

Não vejo razões para não tentar. Quem não tenta nada não sai do lugar, e não existe maior fracasso do que esse.

Um abraço galera, até a próxima.

16 comentários:

  1. Cara, não acredito muito nisso de "nascer" pra medicina, quando você se formar, e todo mês cair na sua conta 25 mil - 30 mil reais, além do status gigantesco que você vai ter, pode ter certeza que você vai AMAR sua profissão. Ao mesmo tempo, mesmo que você goste de direito, e ver que no fim do mês você só ganhou 2 mil reais, você vai se arrepender, mas cada mente uma sentença.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses 25k é um MITO.
      Isso não existe!
      Trabalho de médico é bem remunerado, sim, isso é evidente.
      No entanto existem privações sinistras, de sono, tédio...sem falar de gente morrendo, doentes fdp.

      Não existe um mundo perfeito.
      Os médicos que tenho conhecimento que ganham muita grana, são aqueles que além de médico são empreendedores no ramo de saúde.

      Excluir
    2. Pardal investidor da pra empreender bem sendo oncologista? Tem alguma area que recomende?

      Excluir
  2. Sou formado em federal, passei na OAB de primeira e?
    E isso não significa NADA.
    Esses concursos são possíveis de passar, mas somente a exceção da exceção da exceção passa.
    Advogar é só para amiguinhos de advs antigões e não importa o quão bom você seja, a população está pouco se fudendo para adv novo.
    Abandonei a área (trabalho em área técnica) e ainda tento concursos, advocacia era bom nos anos 90.
    Hoje é uma merda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De modo geral claramente ñ vale a pena estudar direito, mas em certos casos especificos é bom sim, como no caso do Dr. Muquirano, ele já é concursado é visa salários maiores - no setor publico - muitos dos quais exigem diploma de direito, mesmo bons concursos de ens médio cobram direito, ou seja, o autor do post tem o perfil ideal para cursar direito em uma federal, ñ vai perder dinheiro em mensalidades e vai ganhar conhecimento.

      Excluir
  3. Sobre o curso de Direiro: O mercado está saturado e os bons concursos são muito concorridos. É possível sim conseguir uma boa remuneração, mas não é tão fácil. Como você demonstra estar consciente sobre isso, tudo bem, é uma questão de planejamento pessoal, se acha que vale a pena fazer o curso faça.
    Vou aproveitar e fazer uma pergunta fora do tema do post: Você investe em fundo de renda fixa do BB?
    Se sim, há carência pra resgatar o dinheiro? E pra finalizar tem valido a pena deixar dinheiro investido lá? Pelo que pesquisei a maioria dos fundos tem seus rendimentos variando muito, dificultando uma projeção de médio a longo prazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este fundo que invisto no BB tem rendido de 1,2% a 0,9% ao mês. Tem Taxa de administração de 0,8%, e uma taxa de saída de 1,2%, mas essa taxa de saída zera após dois anos, ou seja, se ficar 2 anos com o investimento ela não cobra. O BB tem outros fundos sem essa taxa de saída, mas geralmente o rendimento é menor e a taxa de administração maior.

      Voltando sobre o curso de Direito, se fosse para primeira graduação talvez eu não faria. Mas agora que já sou concursado, e os concursos mais fodas exigem conhecimento de direito (exemplo área fiscal cobra conhecimentos de direito (não exige a formação)), porque não eu estudar direito para concursos e ainda ganhar um diploma?

      Excluir
  4. Há vários concursos para analistas de tribunais que chegam a 10k+. Você fará direito porque é concurseiro, assim como eu. Portanto, neste caso, vale a pena se formar em direito. A maioria das pessoas consegue passar para Analista Judiciário; basta ser dedicado, saber estudar e não ser burro. Para concursos cobiçadíssimos como Promotor, Juiz, Defensor Público, Procurador; é necessário ter inteligência acima da média, fora a dedicação.
    Ou seja, qualquer concurseiro esforçado e não burro consegue um cargo que pague 10k, se tiver feito Direito.
    Por isso eu recomendo o curso de Direito para JPBFs que querem ser concursados, mas é necessário ser dedicado e saber estudar.

    Boa sorte no ENEM! Eu gostaria de passar em uma USP, porém não tenho saco pra estudar matérias de ensino médio. Já to com 22. Gostaria que caísse direito, português (gramática) e atualidades, que são as matérias que realmente importam para um estudante de direito. História também tem sua importância, mas não gostaria que caísse hehehhe.
    Vou tentar entrar em uma particular de prestígio. A mensalidade será cara, no entanto tenho a sorte de contar com meus pais para isso. Valeu papai! uahuahah

    ResponderExcluir
  5. Tenho alguns amigos do Direito e paradoxalmente com esta crise o mercado está BOM para eles. Quanto mais crise mais há demissões, violações nas leis trabalhistas, destratos de contratos, etc. Mas claro para os inteligentes, que estudam, sabem escrever. Tem muito Advolixo mesmo com OAB são semianalfas e burros. Para estes o mercado é sempre ruim.

    Mas no geral Direito não acho mesmo recomendável.

    ResponderExcluir
  6. "Abandonei a área (trabalho em área técnica) e ainda tento concursos, advocacia era bom nos anos 90.
    Hoje é uma merda."

    Concordo plenamente, minha mae é advogada e pegou uma época bem melhor que a atual. Tb fiz Direito, tenho OAB e faço concursos, o caminho de praticamente 100% dos formados desse curso supersaturado.

    Mas é aquilo, to vivendo e aportando, cada um que se vire. Problema do curso é que não há uma elite como medicina e engenharia, em que automaticamente vc é reconhecido como inteligente e tem acesso a empregos que paguem bem. Hoje ate meu vizinho fumando maconha agora e ouvindo musica alta depois das 23:00 faz direito, é acessivel a qualquer ze ruela, o que destruiu nosso nicho de trabalho.

    Tem as pessoas que se dao muito bem, o mediano, e os fora do mercado. Fiquei na média infelizmente, talvez o jogo vire ainda mas vou vivendo e aportando todo caso.

    Ewaldo

    ResponderExcluir
  7. Pra quem tá na idade "juvenil" ainda (18 a 22, por aí) não acho que valha a pena mesmo não, mas para quem já passou disso talvez arriscar nisso seja melhor. No meu último post falei basicamente isso. O que resta para os pobretões fracassados e principalmente "velhos" é o serviço público.

    ResponderExcluir
  8. Adoro direito e fazer concursos na área jurídica.
    Me sustento com concurso público.
    Ótima escolha.

    Abc

    ResponderExcluir
  9. Os caras passam anos tentando passar em Medicina, depois mais 6 anos na faculdade (se passar em todas as cadeiras, bonitinho e caso não haja greve), depois no mínimo mais 2 anos se especializando (algumas duram mais), também a residência...ou seja, pra COMEÇAR a ser alguém na medicina (entrar no mercado, ganhando o mínimo da área), vai PELO MENOS 10 ANOS !!!

    Então, não: Medicina não paga bem, médicos não ganham bem. Vejam o esforço e tempo até chegarem a esses salários de 10k, 15k, 20k (acima disso é raro e ingenuidade de vocês). E ao conseguirem, simplesmente NÃO VIVEM, trabalham MUITO, selvagemente mesmo, inúmeros plantões, de 24h. Já ficaram 24h direto trabalhando ou estudando? Experimentem, só uma vez na vida.

    As vezes a galera só olha o salário, e não pensa no esforço e trabalho pra conseguir isso.

    Prefiro ganhar x com renda passiva, tendo tempo pra fazer o que quero e gosto, num interior tranquilo, do que 5 ou 6x trabalhando manhã, tarde e noite, em algo estressante, pegando trânsito e vivendo em cidade grande.

    Não foquem só no número do salário.

    ResponderExcluir
  10. Compartilho da mesma opinião do muquirano. Vejo direito sendo bom acompanhado de outra graduação. Sou engenheiro e trabalho como concursado em tribunal, também escolhi fazer direito e já curso na federal daqui, Pq abrirá o leque de opções no tribunal, em outros concursos e conhecimento pessoal. Até passei/(fui chamado) em medicina numa federal do interior do estado pelo sisu do ano passado, mas cursar seria extremamente penoso, curso integral, mudança, aluguel(aqui tenho casa própria), dependeria de transferência no tribunal para o fórum da localidade e perderia função comissionada, além de não ficar bem visado no trabalho Pq o único interesse de trabalhar lá seria relacionado a algo pessoal, com grandes chances de ter o desempenho afetado. Estou bem feliz de cursar direito, só o fato de ter horários certinhos já me deixam feliz, fazer engenharia trabalhando já me consumiu bastante. Boa sorte muquirano!

    ResponderExcluir

Caixa de Pesquisa

Custom Search